Fazendo a Festa…

Festa Pooh

Como já postei aqui, nossa Beatriz completou 2 anos.

Já que moramos no Rio, e os avós e boa parte da família moram em Campinas e São Paulo, decidimos, desta vez, prestigiá-los e fazer a festa na casa da vovó Léa, em Campinas. Um churrasco na hora do almoço, praticamente para a família e poucos amigos.

Junto com essa decisão, decidi também que queria participar mais ativamente da decoração, das idéias em torno da mesa, da disposição, fabricação e personalização dos doces.

Claro, que como não tenho muita experiência, pedi ajuda da Tia Ju (minha cunhada), que tem criatividade e bom gosto incríveis, e agora está se aventurando neste mundo das festas personalizadas e decoração. Pra quem quiser conhecer o trabalho dela, olha lá na página da Mimo & Cores (sua marca) do facebook, https://www.facebook.com/mimoecores?fref=ts. Recomendo de olhos fechados o trabalho dela!

Então, ficou por conta dela a confecção das tags, a arte, personalização e boa parte  das idéias em torno da disposição e organização da mesa. A minha participação foi dando algumas idéias, selecionando os doces que ofereceríamos, e na confecção dos doces junto com ela. Logo farei um post só sobre a festa, com mais fotos e detalhes de tudo que fizemos. Quem sabe não inspira e ajuda alguém?

Não preciso dizer que trocamos inúmeros e-mails e mensagens para alinhar todos os detalhes, e que, pra nós, a festa começou muitos dias antes da sua realização. Assim, a tia Ju colocou a mão na massa, confeccionou todas as tags, as lembrancinhas, comprou potinhos e embalagens para acomodarmos tudo e idealizou toda a arte final!

Mesmo assim, ainda tinha coisa pra fazer mais perto da festa, além da arrumação da mesa na hora do evento. Como a opção foi fazer quase tudo, rolou uma divisão de tarefas: vovó Lucia com a farofa e a sardela, vovó Léa com arroz e amendoim, tia Hilda com o bolo, tia Ju com brigadeiros, beijinhos e bicho de pé, e a mamãe aqui fez os brownies. Titios, vovôs e papai também não ficaram de fora. Todo mundo participou!

Na quinta-feira antes, já estava na casa da minha mãe. Foi o dia das compras: refrigerantes, latas de leite condensado, chocolate, açúcar, farinha, ovos, balas, pirulitos. Pronto! Não faltava nada! Já tinha comprado os descartáveis, era só começar a fazer e arrumar tudo!

Sexta-feira foi o dia de deixar tudo pronto para o sábado. Todos os “organizadores” chegaram na minha mãe, e começamos. Cozinha o amendoim, coloca os brownies para assar, faz as receitas de brigadeiros, beijinhos e bicho de pé, coloca parte nos potinhos e parte enrola e coloca nas forminhas, corta os brownies, coloca nos saquinhos, embala os amendoins, coloca o mel nos vidros, identifica tudo, arruma os pães de mel, desenforma o bolo, cobre com ganache, coloca na geladeira… ufa! Era tarde da noite quando terminamos tudo!

No sábado, foi só organizar tudo na mesa, papel desempenhado brilhantemente pela tia Ju, e fazer os últimos acertos! Tudo pronto!

A festa foi uma delícia, comida maravilhosa, e sobremesa indescritível: muita fartura e tudo muito gostoso! Alcançamos nosso objetivo! Equipe está de parabéns!! Bia, nossa personagem principal, curtiu muito e tudo, e ficou super feliz!

Depois de tudo isso, fiquei pensando na experiência vivida, e acabei fazendo um paralelo com a vida, com nossos objetivos, e tals. Sabe de uma coisa? Ela me mostrou, que como na vida, a caminhada vale muito, às vezes tanto quanto ou mais do que os objetivos que traçamos. Explico.

Neste caso, o meu (nosso) objetivo era a festa, que tudo desse certo, que todos gostassem e se divertissem. Mas vivi essa expectativa durante algum tempo, pensando, orçando, organizando, “recrutando” toda essa galera que ajudou (e muito!), e foi tudo muito legal. Aprendizado, experiência, alegria de fazermos alguma coisa juntos. Pais, avós, tios, todos envolvidos. A sexta-feira, então, foi um dia mega divertido! Imagina a cozinha cheia de gente, cada um fazendo uma coisa, todo mundo pensando junto, com o mesmo objetivo? Rimos muito, e acima tudo, passamos tempo juntos. Dormimos todos na mesma casa, que é bem grande, e acordamos juntos no sábado, dia da festa. Pra mim foi uma delícia!! A festa só deu certo por causa de tudo que aconteceu antes. A felicidade esteve nos preparativos, na organização, e no momento tão esperado!

Assim é a vida. Já se diz que a felicidade está na caminhada e não na linha de chegada. E é verdade! Felicidade é estar junto de quem amamos, é caminhar juntos, é ter momentos felizes, é ficar triste, é chorar, é ter que lutar, é perder, é ganhar, é alcançar os objetivos. É viver o antes, o durante e o depois. Não significa não ter objetivos, pelo contrário. São super importantes, e motivam a caminhada. Significa não condicionar nem determinar a felicidade na conquista deles.

A festa da Bia me ensinou isso. Não foi apenas a festa que foi legal! Foi tudo! Foi arrumar, foi embalar, foi rir, foi ir atrás de coisas que sempre ficam pra última hora (rs), foi estar com todos ali, foi cantar parabéns!! Enfim….

A festa foi fazer a festa e estar na festa! Que a minha e a sua vida também seja assim! E que sejamos felizes em tudo, em todos os momentos!

Anúncios

4 comentários sobre “Fazendo a Festa…

  1. Você conseguiu descrever tudo que eu também senti enquanto estávamos ali nos preparativos! Rimos e nos divertimos muito, eu amei participar de tudo! Foi uma delícia ver a carinha da Bia, observando todos os personagens e ficando feliz em ver que estavam todos ali! rs… E eu fiz tudo que mais gosto de fazer, desempenhei meu papel de tia, criativa, artesã, decoradora e doceira! Obrigada pela parceria! 🙂

    Curtir

  2. Li!!! Pena quentão pude ir esse ano! Mas nos próximos iremos com certeza!
    Ahh tentei fazer o brownie, mas não ficou a mesma coisa. O seu estava bem mais gostoso, com Gostinho de brigadeiro! Qual o segredo? Rs
    Bjao

    Curtir

  3. Aninha, não tenho nenhum segredo… rs.. Acho que o que não pode é substituir o nescau por outro chocolate, nem a manteiga por margarina, e não alterar nenhuma quantidade…. Outra coisa é o tempo no forno. Pode tira-lo do forno quando ainda estiver grudando um pouquinho no garfo, bem de leve, senão depois ele fica muito duro….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s